Como trabalhar com hashes em Python utilizando Passlib

Neste artigo nós aprenderemos como trabalhar com a biblioteca passlib  para ver como gerar hashes em Python em mais de trinta algorítimos diferentes.

O que é o Passlib

passlib logo

Passlib é uma biblioteca para Python para gerar hash em mais de trinta algorítimos diferentes, além de possibilitar trabalhar com hashes existentes.

Gerar um hash com passlib  é tão simples quanto chamar um método:




Instalando o Passlib

Para utilizar o passlib , é necessário utilizar as versões Python 2 (>= 2.6) ou Python 3 (>= 3.3). Ele suporta também as implementações de Python seguintes:

  • CPython 2 – v2.6 ou mais recente.
  • CPython 3 – v3.3 ou mais recente.
  • PyPy – v2.0 ou mais recente.
  • PyPy3 – v5.3 ou mais recente.
  • Jython – v2.7 ou mais recente.
  • Pyston – v0.5.1 ou mais recente.

Para instalar a partir do pip:

Para instalar a partir do código fonte, basta utilizar o setup.py :

Trabalhando com Hashes no Passlib

password meme

Todos os hashes disponíveis na biblioteca passlib estão disponíveis através de passlib.hash.




Todas as implementações seguem a classe abstrata passlib.ifc.PasswordHash.

Basicamente, existem dois métodos que serão utilizados frequentemente:

Gerando Hashes em Python

Para gerar um novo hash, basta utilizar o método hash :




Verificando um Hash

E para verificar se uma determinada string bate com o hash, basta utilizar o método verify :

Utilizando Número Diferente de Rounds

As implementações do passlib  possui um número padrão de rounds.

Para utilizar uma quantidade diferente, é bem simples:


 




No Responses

  1. Pingback: Trabalhando com Bearer Tokens no Flask com JWT 18 de dezembro de 2018

Leave a Reply